CÂNTICOS PARA AS MISSÕES
|_ Comunhão e para Jesus

33. NA MESA SAGRADA (Mi)
1. Na mesa sagrada se faz unidade,/ no pão que alimenta,/ que é pão do Senhor,/ formamos família na fraternidade; não há diferença de raça e de cor.
Importa viver, Senhor,/ unidos no amor;/ na participação,/ vivendo em comunhão! (bis)
2. Chegar junto à mesa é comprometer-se,/ é a Deus converter-se com sinceridade./ O grito dos fracos devemos ouvir,/ e em nome de Cristo, amar e servir.
3. Se participamos da Eucaristia,/ é a grande alegria que Deus oferece./ Porém não podemos deixar esquecida/ a dor, nesta vida, que o pobre padece.

34. VÓS SOIS O CAMINHO (La)
Vós sois o caminho, a verdade e a vida; o pão da alegria descido do céu.
1. Nós somos caminheiros que marcham para os céus; Jesus é o caminho que nos conduz a Deus.
2. Da noite da mentira, das trevas para a luz, busquemos a verdade, verdade é só Jesus.
3. Pecar é não ter vida, pecar é não ter luz; tem vida só quem segue os passos de Jesus.
4. Jesus, verdade e vida, caminho que conduz as almas peregrinas que marcham para a luz.

35. DEUS DE AMOR (Sol -)
1. Deus de amor, nós te adoramos neste sacramento,/ corpo e sangue que fizeste nosso alimento./ És o Deus escondido, vivo e vencedor,/ a teus pés depositamos todo nosso amor.
2. Meus pecados redimistes sobre a tua cruz,/ com teu corpo e com teu sangue, ó Senhor Jesus!/ Sobre os nossos altares, vítima sem par,/ teu divino sacrifício queres renovar.
3. Creio em ti ressuscitado, mais que São Tomé./ Mas aumenta na minh'alma o poder da fé./ Guarda a minha esperança, cresce o meu amor./ Creio em ti ressuscitado, meu Deus e Senhor!
4. Ó Jesus, que nesta vida pela fé eu vejo,/ realiza, eu te suplico, este meu desejo:/ ver-te enfim, face a face, meu divino amigo,/ lá no céu, eternamente, ser feliz contigo.

36. GLÓRIA A JESUS (Re)
1. Glória a Jesus na hóstia santa, que se consagra sobre o altar, e aos nossos olhos se levanta para o Brasil abençoar.
Que o santo Sacramento, que é o próprio Cristo Jesus/ seja adorado e seja amado nesta terra de Santa Cruz!/
2. Glória a Jesus, Deus escondido, que, vindo a nós na comunhão, purificado, enriquecido, deixa-nos sempre o coração.
3. Glória a Jesus na Eucaristia, cantemos todos sem cessar, certos também que, de Maria, bênçãos a Pátria há de ganhar.

37. PROVA DE AMOR (Re -)
Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão.
1. Eis que eu vos dou o meu novo mandamento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.
2. Vós sereis os meus amigos se seguirdes meu preceito: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.
3. Como o Pai sempre me ama assim também eu vos amei: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.
4. Permanecei em meu amor e segui meu mandamento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.
5. E, chegando a minha Páscoa, vos amei até o fim: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.
6. Nisto todos saberão que vós sois os meus discípulos: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado”.

38. EU CONFIO EM NOSSO SENHOR (Mi)
Eu confio em nosso Senhor, com fé, esperança e amor!
1. Creio em Deus, Uno, Trino e Eterno que criou o céu, a terra e o mar. Sou católico, firme, sincero, ao meu Deus aprendi adorar.
2. Eu espero salvar a minha alma, com o auxílio da graça de Deus. Cumprirei sempre os dez mandamentos, que me abrem as portas do céu.
3. Amo a Deus sobre todas as coisas e lhe dou este meu coração. Amo ao próximo como a mim mesmo, pois o próximo é meu irmão.

39. TE AMAREI, SENHOR! (Mi)
1. Me chamaste para caminhar na vida contigo./ Decidi para sempre seguir-te, não voltar atrás./ Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma,/ é difícil agora viver sem lembrar-me de ti!
Te amarei, Senhor! Te amarei, Senhor!
Eu só encontro a paz e a alegria bem perto de ti! (bis)
2. Eu pensei muitas vezes calar e não dar nem respostas;/ eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de ti./ Mas tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido./ É difícil agora viver sem saudades de ti!
3. Ó Jesus, não me deixes jamais caminhar solitário,/ Pois conheces a minha fraqueza e o meu coração./ Vem, ensina-me a viver a vida na tua presença,/ no amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união!

40. A EUCARISTIA FAZ A IGREJA (Mi)
1. Bem vindos à mesa do Pai,/ onde o Filho se faz fraternal refeição./ É Cristo a forte comida,/ o pão que dá vida com amor-comunhão.
Vinde, ó irmãos, adorai,/ vinde, adorai o Senhor./ A Eucaristia nos faz igreja,/ comunidade de amor. (bis)
2. Partimos o único pão,/ no altar refeição,/ ó mistério de amor!/ Nós somos sinais da unidade na fé,/ na verdade, convosco, ó Senhor!
3. No longo caminho que temos,/ o pão que comemos nos sustentará./ E Cristo, o pão repartido,/ que o povo sofrido vai alimentar.
4. Queremos servir a Igreja,/ na plena certeza de nossa missão./ Vivendo na Eucaristia,/ o pão da alegria e da libertação

41. EU QUIS COMER (Mi)
1. Eu quis comer esta ceia agora,/ pois vou morrer, já chegou minha hora.
Comei, tomai,/ é meu corpo e meu sangue que dou./ Vivei no amor:/ Eu vou preparar a ceia na casa do Pai. (bis)
2. Comei o pão: é meu corpo imolado/ por vós; perdão para todo o pecado.
3. E vai nascer do meu sangue a esperança,/ o amor, a paz: uma nova aliança.
4. Vou partir; deixo o meu testamento./ Vivei no amor: eis o meu mandamento.
5. Irei ao Pai; sinto a vossa tristeza,/ porém, no céu, vos preparo outra mesa.
6. De Deus virá o Espírito Santo/ que vou mandar pra enxugar vosso pranto.

42. A BARCA (Do)
1. Tu te abeiraste da praia;/ não buscaste nem sábios nem ricos,/ somente queres que eu te siga.
Senhor, tu me olhaste nos olhos./ A sorrir, pronunci-aste meu nome./ Lá na praia, eu larguei o meu barco,/ junto a Ti buscarei outro mar...
2. Tu sabes bem que em meu barco,/ eu não tenho nem ouro nem espadas,/ somente redes e o meu trabalho.
3. Tu minhas mãos solicitas,/ meu cansaço que a outros descanse,/ amor que almeja seguir amando.
4. Tu, pescador de outros lagos,/ ânsia eterna de almas que esperam,/ bondoso amigo que assim me chamas.

43. O POVO DE DEUS (Re)
1. O Povo de Deus, no deserto andava, mas à sua frente, alguém caminhava./ O Povo de Deus era rico de nada,/ só tinha a esperança e o pó da estrada.
Também sou teu povo, Senhor,/ e estou nesta estrada./ Somente a tua graça me basta e mais nada. (bis)
2. O Povo de Deus também vacilava/ às vezes custava a crer no amor./ O Povo de Deus, chorando rezava,/ pedia perdão e recomeçava.
Também sou teu povo, Senhor,/ e estou nesta estrada./ Perdoa se às vezes não creio em mais nada. (bis)
3. O Povo de Deus, também teve fome/ e tu lhe mandaste o pão lá do céu./ O Povo de Deus, cantando deu graças,/ provou teu amor, teu amor, que não passa.
Também sou teu povo, Senhor,/ e estou nesta estrada,/ Tu és alimento na longa jornada. (bis)
4. O Povo de Deus, ao longe avistou/ a terra querida, que o amor preparou./ O Povo de Deus, corria e canta-va,/ e nos seus louvores, seu poder proclamava.
Também sou teu povo, Senhor,/ e estou nesta estrada,/ cada dia mais perto da terra esperada. (bis)
5. O Povo de Deus, hoje somos nós/ cantando unidos a uma só voz./ O Povo de Deus, chamado ao amor,/ fazendo a história com nosso Senhor.
Também sou teu povo, Senhor,/ e estou nesta estrada,/ vai conosco Maria,/ nossa mãe muito amada. (bis)

44. O ESPÍRITO SANTO ESTÁ SOBRE MIM (Do)
1. O Espírito Santo está sobre mim, porque Ele me ungiu/ porque Ele enviou-me para anunciar o seu Reino de Amor./ O Senhor enviou-me pra levar a todos o seu Evangelho,/ a Boa Nova da graça, da paz, do perdão e da libertação.
Assim espero que seja copiosa,/ que seja abundante/ a Graça divina da Redenção! (bis)
2. O Espírito Santo mandou-me dizer sobretudo aos pobres,/ que são eles bem-vindos na Casa do Pai, no seu Reino de Amor./ O Senhor me pediu que dissesse aos cegos que eles verão,/ e que os presos se alegrem, que veio pra eles a libertação.
3. O Espírito Santo mandou-me falar aos que pedem perdão,/ que serão atendidos, serão perdoados no Reino de Amor./ O Senhor me pediu que contasse ao mundo que o tempo chegou,/ o tempo da bênção, o Ano da Graça, da libertação.

45. VINDE, VEDE E ANUNCIAI! (Re)
1. Povos d’América, gente sofrida, onde a esperança insiste em germinar.
Povos d’América, quanta alegria, são tantas raças, vozes a cantar.
Negros e brancos, índios, mestiços, de todos Deus é Pai!
Uma só fé, um só Salvador, o mundo evangelizai!
Vinde, Vede e Anunciai! (bis)
2. Povos d’América, denunciai rostos marcados pela opressão.
Povos d’América, anunciai: da Cruz de Cristo surge um mundo irmão.
3. Povos d’América, povos da terra, desfigurados na pobreza e dor.
Povos d’América, nações do mundo, buscai no Cristo a força do amor.
4. Ó Mãe d’América, de Guadalupe, de Aparecida e tantos nomes mais!
Virgem Maria, Mãe destes povos, eis vossos filhos a quem tanto amais!

46. O SENHOR ME CHAMOU (Sol)
1. O Senhor me chamou a trabalhar, a messe é grande a ceifar. A ceifar o Senhor me chamou. Senhor, aqui estou!
Vai trabalhar pelo mundo afora! Eu estarei até o fim contigo! Está na hora, o Senhor me chamou! Senhor, aqui estou!
2. Dom de amor é a vida entregar, falou Jesus e assim o fez. Dom de amor é a vida entregar, chegou a minha vez.

47. ORAÇÃO PELA FAMÍLIA (Re)
Que nenhuma família comece em qualquer de repente. Que nenhuma família termine por falta de amor. Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente, e que nada no mundo separe um casal sonhador.
Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte. Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois, que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte. Que eles vivam do ontem, no hoje e em função de um depois.
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor, e que os filhos conheçam a força que brota do amor.
— Abençoa, Senhor, as famílias, amém. Abençoa, Senhor, a minha também. (bis)
Que marido e mulher tenham força de amar sem medida. Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida, que a família celebre a partilha do abraço e do pão. Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos. Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois. Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.
Que a família comece e termine...

48. QUÃO GRANDE ÉS TU (Sol)
1. Senhor meu Deus, quando eu, maravilhado, fico a pensar nas obras de tuas mãos. No céu azul de estrelas pontilhado, o teu poder mostrando a criação.
Então minh’alma canta a Ti Senhor.
Quão grande és Tu! Quão grande és Tu. (bis)
2. Quando a vagar nas matas e florestas, o passaredo alegre ouço a cantar. Olhando os montes, vales e campinas, em tudo vejo o teu poder sem par.
3. Quando eu medito em teu amor tão grande, teu Filho dando ao mundo pra salvar. Na cruz vertendo o seu precioso sangue, minh’alma pode assim purificar.
4. Quando enfim, Jesus vier em glória, e ao lar celeste então me transportar. Te adorarei, prostrado e para sempre, quão grande és tu, meu Deus, hei de cantar.

49. SE CALAREM A VOZ DOS PROFETAS (Do)
1. Se calarem a voz dos profetas,/ as pedras falarão./ Se fecharem uns poucos caminhos,/ mil trilhas nascerão./ Muito tempo não dura a verdade/ nestas margens estreitas demais;/ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais!
É Jesus este pão de igualdade!/ Viemos pra comungar/ com a luta sofrida do povo/ que quer ter voz, ter vez, lugar./ Comungar é tornar-se um perigo;/ Viemos pra incomodar./ Com a fé e união nossos passos um dia vão chegar.
2. O Espírito é vento incessante,/ que nada há de prender./ Ele sopra até no absurdo/ que a gente não quer ver./ Muito tempo….
3. No banquete da festa de uns poucos,/ só rico se sentou./ Nosso Deus fica ao lado dos pobres,/ colhendo o que sobrou./ Muito tempo….
4. O poder tem raízes na areia,/ o tempo faz cair./ União é a rocha que o povo/ usou pra construir./ Muito tempo…

50. SEGURA NA MÃO DE DEUS (Re)
1. Se as águas do mar da vida quiserem te afogar, segura na mão de Deus e vai. Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar, segura na mão de Deus e vai.
Segura na mão de Deus, segura na mão de Deus, pois ela, ela te sustentará. Não temas, segue adiante e não olhes para trás, segura na mão de Deus e vai.
2. Se a jornada é pesada e te cansas na caminhada, segura na mão de Deus e vai. Orando, jejuando, confiando e confessando, segura na mão de Deus e vai.
3. O Espírito do Senhor sempre te revestirá, segura na mão de Deus e vai. Jesus Cristo prometeu que jamais te deixará, segura na mão de Deus e vai.

51. ESTOU PENSANDO EM DEUS (Re)
Estou pensando em Deus, estou pensando no amor. (bis)
1. Os homens fogem do amor e, depois que se esvaziam, no vazio se angustiam e duvidam de você. Você chega perto deles, mesmo assim ninguém tem fé.
2. Eu me angustio quando vejo que, depois de dois mil anos, entre tantos desenganos, poucos vivem sua fé. Muitos falam de esperança, mas se esquecem de você.
3. Tudo podia ser melhor, se meu povo procurasse, nos caminhos onde andasse, pensar mais no seu Senhor. Mas você fica esquecido e, por isso, falta amor.
4. Tudo seria bem melhor, se o Natal não fosse um dia, e se as mães fossem Maria, e se os pais fossem José, e se a gente parecesse com Jesus de Nazaré.

52. CURA, SENHOR (Do)
1. Vamos, Jesus, passear na minha vida./ Quero voltar aos lugares em que fiquei só./ Quero voltar lá contigo,/ vendo que estavas comigo./ Quero sentir teu amor a me embalar.
Cura, Senhor, onde dói. Cura, Senhor, bem aqui.
Cura, Senhor, onde eu não posso ir. (Bis)
2.Quando a lembrança me faz adormecer, /sabes que a espada de dor entra em meu ser./ Tu me carregas nos braços,/ leva-me com teu abraço,/ sinto minha alma a chorar junto de ti.
3. Tantas lembranças eu quero esquecer;/ deixam um vazio em minh'alma e em meu viver;/ Toma, Senhor, meu espaço,/ te entrego todo cansaço,/ quero acordar com tua paz a me aquecer.

53. UTOPIA (Mi)
1. Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu vou cantar! Quando o povo nas ruas sorrir, e a roseira de novo florir, eu vou cantar! Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu vou cantar! Quando os muros que cercam os jardins, destruídos, então os jasmins vão perfumar!
Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada de novo. No olhar do homem a certeza do irmão, reinado do povo. (bis)
2. Quando as armas da destruição, destruídas em cada nação, eu vou sonhar! E o decreto que encerra a opressão, assinado só no coração, vai triunfar! Quando a voz da verdade se ouvir e a mentira não mais existir, será enfim tempo novo de eterna justiça, sem mais ódio, sem sangue ou cobiça; vai ser assim!

54. jesus cristo (Re)
Jesus Cristo, Jesus Cristo,/ Jesus Cristo, eu estou aqui. (bis)
1. Olho pro céu e vejo uma nuvem branca que vai passando/ olho pra terra e vejo uma multidão que vai caminhando./ Como essa nuvem branca essa gente não sabe aonde vai,/ quem poderá dizer-me o caminho certo é você, meu Pai.
2. Toda essa multidão tem no peito amor e procura paz/ e apesar de tudo a esperança não se desfaz./ Olhando a flor que nasce no chão daquele que tem amor/ olho pro céu e sinto crescer a fé no meu Salvador.
3. Em cada esquina eu vejo o olhar perdido de um irmão/ em busca do mesmo bem nesta direção caminhando vem./ É meu desejo ver aumentando sempre esta procissão/ para que todos cantem na mesma voz esta oração.

55. BAIÃO DA COMUNIDADE (Sol)
Somos gente nova, vivendo a união,/ somos povo semente da nova nação! Eh, Eh! Somos gente nova, vivendo o amor,/ somos Comunidade, Povo do Senhor! Eh, Eh!
1. Vou convidar os meus irmãos trabalhadores, operários, lavradores, bóias-frias e outros mais! E juntos vamos celebrar a confiança, nossa luta na esperança de ter terra, pão e paz! Eh, Eh!
2. Vou convidar Oneida, Rosa, Ana e Maria, a mulher que noite e dia luta e faz nascer o amor! E, reunidos no altar da liberdade, vamos cantar de verdade, vamos pisar sobre a dor! Eh, Eh!
3. Vou convidar a criançada e a juventude, tocadores me ajudem, vamos cantar por aí! O nosso canto vai encher todo o país, velho vai cantar feliz, quem chorou vai ter que rir! Eh, Eh!

56. BENDITA E LOUVADA SEJA (Re)
1. Bendita e louvada seja, no céu a divina luz; e nós também cá na terra louvemos a Santa Cruz!
2. Os céus cantam a vitória de nosso Senhor Jesus. Cantemos também na terra louvores à Santa Cruz!
3. Sustenta gloriosamente nos braços o bom Jesus, sinal de esperança e vida o lenho da Santa Cruz.
4. Humildes e confiantes levemos a nossa cruz, seguindo o sublime exemplo de nosso Senhor Jesus.
5. É arma em qualquer perigo, é raio de eterna luz, bandeira vitoriosa, o santo sinal da Cruz.
6. Ao povo aqui reunido, dai graça, perdão e luz. Salvai-nos, ó Deus clemente, em nome da Santa Cruz.

57. NINGUÉM TE AMA (Sol)
1. Tenho esperado esse momento;/ tenho esperado que viesses a mim./ Tenho esperado que me fales;/ tenho esperado que estivesses assim./ Eu sei bem que tens vivido,/ sei também que tens chorado./ Eu sei também que tens sofrido,/ pois permaneço a teu lado.
Ninguém te ama como eu! (bis)/ Olhe pra cruz, esta é a minha grande prova./ Ninguém te ama como eu! (2x) Olhe pra cruz, foi por ti porque te amo./ Ninguém te ama como eu!
2. Eu sei bem o que me dizes,/ ainda que nunca me fales;/ eu sei bem o que tens sentido,/ ainda que nunca me reveles./ Tenho andado a teu lado,/ junto a ti permanecido;/ eu te levo em meus braços,/ pois sou teu melhor amigo.

58. UM CORAÇÃO PARA AMAR (Sol)
1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, / para chorar e sorrir. / Ao me criar tu me deste / um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater, / ansioso por entender as coisas que tu disseste:
Eis o que eu venho te dar, / eis o que eu ponho no altar. / Toma, Senhor, que ele é teu. / Meu coração não é meu.
2. Quero que o meu coração seja tão cheio de paz, / que não se sinta capaz de sentir ódio ou rancor; / Quero que a minha oração possa me amadurecer, / leve-me a compreender as conseqüências do amor.

59. SOU FELIZ NA COMUNIDADE (Re)
Eu sou feliz é na comunidade, na comunidade eu sou feliz. (bis)
1. A nossa comunidade se reúne todo dia. E a nossa comunidade se transforma em alegria.
2. Nós cantamos um bendito, depois um pelo-sinal, uma lê o evangelho e todos vamos comentar.
3. A Igreja de Jesus é uma Comunidade, onde todos nós vivemos na maior fraternidade.
4. Onde há comunidade, lá não há miséria não, pois aquele que tem mais vai partir com seu irmão.
5. E assim todos unidos: pobre, rico, homem, mulher, como uma só família; isto é o que Deus quer.
6. É Jesus quem nos convida pra fazer a conversão, ao seu reino de amor! Vamos todos à Missão!

60. IRMÃO, MINHA PAZ EU TE DOU (Re)
Irmão, minha paz eu te dou./ Irmão, minha paz é de amor. (bis)
1. Que a paz esteja contigo/ na rua, na escola onde for./ Que o Cristo, irmão e amigo,/ esteja contigo no amor.

61. PAZ, PAZ DE CRISTO (Mi -)
Paz, paz de Cristo,/ Paz, paz que vem do amor,/ lhe desejo, irmão!/ Paz que é felicidade de ver em você/ Cristo nosso irmão!
Se algum dia na vida,/ você de mim precisar,/ saiba que eu sou seu amigo,/ pode comigo contar./ O mundo dá tantas voltas.../ A gente vai se encontrar./ Quero nas voltas da vida,/ a sua mão apertar!

62. EU SOU IGREJA (Re)
Eu sou Igreja, tu és Igreja, somos a Igreja do Senhor. Irmão, vem ajuda, irmã, vem ajuda, a edificar a Igreja do Senhor.

63. JESUS É MEU (Re)
Jesus é meu, eu sou de Jesus. (bis) Jesus vai comigo, eu vou com Jesus. (bis)

64. MEU SENHOR (Do)
Meu Senhor e meu Deus. (bis)
Meu Senhor e meu Deus, eu te adoro.

65. JESUS ESTÁ AQUI (Do)
Jesus está aqui. Tão certo como o ar que eu respiro. Tão certo como uma manhã que se levanta. Tão certo como eu te falo e podes me ouvir.

66. JESUS DE NAZARÉ (Re)
Jesus, Jesus de Nazaré, o teu semblante eu quero ter.
Tal qual és tu, eu quero ser. Jesus, Jesus de Nazaré.